segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

O Ratinho guloso


(Marlene B. Cerviglieri)

      Era uma vez um ratinho muito guloso.
      Morava em cima de um armário na cozinha.
      A dona da casa ralhava com o gato o tempo todo, mas a culpa era do ratinho que comia tudo de bom que aparecia.
      Todas as vezes que o gato tentava apanhá-lo, este fugia para o alto do armário.
      O gato apanhava de vassoura, e era posto para fora de casa levando sempre a culpa.
      Juninho, o menino da casa chegou um dia com chocolates, comeu uma parte e o restante deixou em cima do sofá...
      É claro sumiu!
      Adivinhe quem comeu?
      O ratinho malandro que tudo comia.
      Um dia a família precisou sair, mas antes a dona da casa chamou o gato e disse;
      - Preste atenção bichano, acabei de fazer este bolo de chocolate, vou deixá-lo aqui em cima da mesa para esfriar.
      -Quando voltarmos quero tudo certinho, entendeu? Senão ponho você para fora de uma vez!
      O gato ficou apavorado...
      O jeito é prestar muita atenção, não descuidar, pensou ele.
      Porém lá do alto do armário, o ratinho já se preparava para vir comer o bolo.
      De repente o gato teve uma idéia!
      Abriu a porta da geladeira e, com muito cuidado guardou o bolo lá dentro.
      Quando ele abriu a geladeira o ratinho olhou para o interior dela, e, hum, que delicias, queijo, presunto. Quanta coisa boa!
      O bichano não fechou a porta de geladeira, colocou uma vassoura segurando a porta e foi se esconder.
      O ratinho guloso desceu rapidinho entrou na geladeira e comeu, comeu de tudo, estava tão farto de comer que não notou que a porta de mansinho fechou-se...
      Estava realmente cansado e deitou-se numa gelatina e balançava pra lá e pra cá.  Adormeceu.
      Foi ficando gelado, gelado e foi envolvido por uma nevoa e quando viu estava dentro de uma pedra de gelo...
      Pobre bichano, quando sua dona voltou e não viu o bolo na mesa! Que gritaria...
      O gato tentava explicar, levando-a até a geladeira, e nada, ela não o escutava.
      Foi posto na rua enxotado por vassouradas!
      Mas que susto teve Juninho, ao procurar uma gelatina na geladeira!
      Lá estava congelado, o ratinho malandro!
      Chamou a mãe que finalmente entendeu o que o bichano queria dizer.
      Procuraram o bichano que estava no jardim meio machucado de tanta vassourada.
      O ratinho? Bem este foi jogado mesmo bem longe da casa e saiu rolando pela ladeira, pois era uma bolinha de gelo!
      - Ei, cuidado viu?
      Preste atenção sua gelatina pode ter uma surpresa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

O pobre e o rico

Em tempos muito remotos, quando o bom Deus ainda andava pela terra entre os homens, certa tarde, após ter caminhado muito, sentiu-se can...